Campanha Dezembro Vermelho: Entenda o movimento

Campanha Dezembro Vermelho

No mês de dezembro será divulgada a Campanha Dezembro Vermelho, com o intuito de conscientizar a população sobre a prevenção contra o vírus HIV (aids).

A campanha dezembro vermelho é promovida pela Organização Mundial de Saúde (OMS), a campanha teve inicio dia 1 de dezembro, dia em que é comemorado o Dia Mundial de Combate a Aids. Serão divulgadas diversas ações durante o mês, para promover a conscientização sobre a prevenção, solidariedade e incetivo para novos compromissos com a luta.

Importância da Campanha Dezembro Vermelho

Em todo mundo, houve diminuição de 35% no contágio do vírus HIV, porém no Brasil, o aumento foi de 50% entre os anos de 2009 a 2016. Porém, a campanha dezembro vermelho elevou para 94% o número de pacientes em tratamento, o que gerou 91% de pacientes em tratamento com carga viral quase nula.

O que é HIV/Aids?

O HIV (do inglês Síndrome da Imunodeficiência Adquirida) é uma doença do sistema imunológico humano, resultado da infecção pelo vírus HIV, também conhecido como aids.

A característica do HIV é o enfraquecimento do sistema imunológico do corpo, fazendo com que o organismo fique vulnerável ao aparecimento de doenças oportunistas, que podem ir de um simples resfriado a infecções mais graves como câncer ou tuberculose. Até mesmo o tratamento para tais doenças, fica prejudicado com a presença do HIV.

Diagnóstico

O diagnóstico precoce aumenta a expectativa de vida do soropositivo. Quem busca por um tratamento no certo e segue as orientações médicas ganha em qualidade de vida.

Sem falar que as mães soropositivas têm 99% de chance de terem filhos sem a doença, caso sigam o tratamento corretamente durante o pré-natal, parto e pós-parto.

O diagnóstico é feito através de coleta de sangue, os testes rápidos podem identificar anticorpos contra o HIV em até 30 minutos, com apenas uma gota de sangue.

Prevenção

A doença pode ser transmitida de diversas formas, o vírus HIV está presente no sangue, sêmen, secreção vaginal e leite materno. Porém, evitar a doença não é difícil, basta usar camisinha em todas as relações sexuais e não compartilhar seringas, agulhas e outros objetos cortantes com outras pessoas. O Sistema Público de Saúde disponibiliza preservativos gratuitos.

Consulte regularmente seu médico

Preencha o formulário abaixo e receba uma simulação!

Veja também

Comentarios