Infecção Urinária: Como Prevenir | Valor de Planos de Saúde

infecção urinária

Se você é do sexo feminino, esse post é para você: a infecção urinária é um problema bastante comum mas que demanda cuidado. Não é que os homens não a tenham, muito pelo contrário, mas a questão é que, de acordo com os especialistas, 40% das mulheres terão pelo menos uma ocorrência de cistite na vida.

Para quem tem plano de saúde é mais fácil fazer o controle com exames regulares, mas a verdade é que basta o sistema imunológico falhar um pouquinho para as bactérias fazerem a festa. É preciso ficar de olho nos sintomas para correr para o uroginecologista do plano de saúde e dar início logo ao tratamento, antes que eles se agravem.

Fique atenta aos sintomas da infecção urinária 

A infecção urinária pode acometer mulheres de todas as idades, principalmente as que estão em idade reprodutiva, na menopausa e grávidas. Geralmente, o próprio organismo se encarrega de expulsar as bactérias que entram pela uretra, mas se o sistema imunológico falhar por algum motivo elas começam a se multiplicar na bexiga, causando pressão constante na região pélvica ou lombar, necessidade urgente de urinar, muitas vezes de forma dolorosa e com pouca ou nenhuma urina sendo eliminada.

A urina, por sua vez, também se modifica, podendo ficar escura e/ou turva e com odor desagradável. O início desses sintomas são a deixa para procurar logo o médico do plano de saúde, até porque se verificar a ocorrência de sangue na urina, vômitos, febre com náuseas, e calafrios pode ser a indicação de que a infecção já está em um estágio bem mais avançado.

Homens também podem ter infecção urinária 

Quem pensa que a infecção urinária é um problema exclusivamente feminino, se engana: ele é mais comum nas mulheres, porque nelas a uretra não só é mais curta como mais próxima da vagina e do ânus – mas os homens também podem sofrer com a doença. Neles, ela pode ocorrer em qualquer parte do sistema urinário, ou seja,  bexiga, rins, uretra e ureteres.

O sintoma mais comum é dor ao urinar, mas pode ocorrer também as mesmas manifestações que nas mulheres.

Geralmente o diagnóstico é feito através dos exames de urina e de sangue, mas pode ser necessário algum exame de imagem como tomografia ou ultrassom para detecção de alguma anomalia no trato urinário e para detectar as partes afetadas pela infecção através do contraste de imagens.

Todos este exames são cobertos pelo seu plano de saúde, mas fique atento aos prazos de carências caso ele tenha sido contrato há pouco tempo.

O que pode causar a infecção urinária 

Sabendo o que pode causar fica mais fácil fazer a prevenção da infecção urinária. Nas mulheres grávidas, ela é bastante comum devido às mudanças hormonais e de funcionamento do trato urinário, além da debilidade do sistema imunológico causada por alguma descompensação nutricional durante a gestação.

As atividades sexuais também podem favorecer o aparecimento da doença por causa do atrito durante o ato que pode carregar bactérias para a uretra. Já durante a menopausa, a redução do estrogêneo deixa os tecidos da vagina, uretra e bexiga mais finos – e automaticamente mais sensíveis e menos resistentes, aumento o risco de infecção.

Veja como se prevenir da infecção urinária

Você pode se prevenir contra a infecção urinária com alguns hábitos bastante simples e saudáveis no seu dia a dia:

  • Ingerir de 2L a 3L de água por dia ajuda a deixar a urina bem clarinha;
  • fazer a higiene íntima após usar o banheiro sempre da frente para a parte de trás;
  • sempre urinar após as relações sexuais, esvaziando a bexiga;
  • manter a diabetes sob controle;
  • não ficar apertada para ir ao banheiro, indo sempre que a vontade aparecer, sem ficar retendo a urina;
  • evitar calças muito apertadas e roupa íntima sintética que não deixe a pele respirar;
  • manter a região genital higienizada, mas sem movimentos vigorosos que possam irritar a pele nem usar duchas vaginais, já que as bactérias se proliferam com maior facilidade nas mucosas danificadas;
  • evitar produtos potencialmente irritantes, como óleos, perfumes e desodorantes íntimos.

E não esqueça, procure o médico do seu plano de saúde assim que aparecer qualquer sintoma, afinal, qualquer problema é muito mais fácil de ser tratado quando descoberto precocemente.

Não tem um plano de saúde ainda? Veja as operadoras que atuam na sua região, faça um orçamento online sem compromisso e converse com um dos nossos vendedores especializados! Você verá que nunca foi tão fácil ficar em dia com a saúde.

Preencha o formulário abaixo e receba uma simulação!

Veja também

Comentarios