O que são radicais livres?

O que são radicais livres? | Valor de Planos de Saúde

Em níveis considerados normais, os radicais livres não são prejudiciais á saúde. Em excesso, essas moléculas podem ser tóxicas ao nosso organismo. Saiba o que são radicais livres.

Mas, afinal, o que são radicais livres?

Radicais livres são moléculas instáveis e que apresentam um elétron que tende a se associar de maneira rápida a outras moléculas de carga positiva com as quais pode reagir ou oxidar. Perante condições normais, os radicais livres são essenciais para funcionamento do organismo. Porém, quando em excesso, passam a atacar células sadias, como proteínas, lipídios e DNA.

Fatores externos podem contribuir para o aumento da formação dessas moléculas. Entre esses fatores estão:

  • Poluição ambiental;
  • Radiação ultravioleta;
  • Tabagismo;
  • Consumo de álcool;
  • Pesticidas;
  • Estresse.

Os radicais livres podem prejudicar nossa saúde?

Em níveis considerados normais, os radicais livres não são prejudiciais á saúde. Em excesso, essas moléculas podem ser tóxicas ao nosso organismo. Os radicais livres podem contribuir para o surgimento de alguns problemas de saúde, como o enfraquecimento do sistema imunológico e o envelhecimento, bem como de distúrbio mais sérios, como artrite, arteriosclerose, catarata, entre outros.

Prevenções para que o nosso organismo não acumule radicais livres

Alimentação rica em vegetais é a melhor forma para se prevenir contra os radicais livres, diminuindo assim o risco de várias doenças e evitando o envelhecimento precoce.

Ainda que os antioxidantes ajam reduzindo a concentração de radicais livres, seu papel é modulador, moderador e não bloqueador, ou seja, a mera ingestão de vitaminas não evita completamente a ocorrência de doenças causadas pelos radicais livres, mesmo que sua ausência possa favorecer, em alguns casos, a ocorrência de doenças.

Principais substâncias que possuem antioxidantes:

  • Vitamina C: frutas cítricas e vegetais verde-escuros;
  • Vitamina E: gérmen de trigo, óleo de soga, arroz, nozes, vegetais folhosos e legumes;
  • Vitamina A: cenoira, abóbora, brócolis, melão, etc;
  • Zinco: carnes, peixes, aves e leite;
  • Selênio: figado, ave, etc;
  • Licopeno: tomate, etc.

 

Veja também