O que são planos de saúde pessoa física?

planos de saúde pessoa física

Você sabe o que são planos de saúde pessoa física? E o valor dele? E as operadoras que fazem planos de saúde pessoa física? Descubra agora!

Você está cansado de ficar inseguro, com medo de precisar de uma boa assistência médica e só encontrar filas e esperas infindáveis? Tem receio do tratamento oferecido pelo sistema público de saúde e a cada dia que passa mais se revolta com o tratamento dado aos usuários? O que você precisa é de planos de saúde pessoa física particular, que ofereça cobertura completa e excelentes profissionais a qualquer hora que for necessário. Você precisa de planos de saúde pessoa física. Mas como ele funciona, exatamente?

Para quem os planos de saúde pessoa física são mais indicados?

Apesar de o nome ser o maior indicativo, muita gente ainda fica em dúvida se é possível colocar dependentes. Não, os planos de saúde pessoa física é aquele que não pode ser compartilhado, sendo direcionado a uma única pessoa. Ele é o mais indicado para pessoas solteiras e para quem o companheiro ou o restante da família já tem planos de saúde familiares ou empresariais nos quais você, por algum motivo, não pode ou não é vantajoso se encaixar.

Ele também é indicado para quem quer ter planos de saúde desvinculados, ou seja, cujas contas não dependam uma da outra. É o caso de companheiros que preferem cada um ter seu plano independente, arcando sozinho com as despesas para ter liberdade de mudar sem precisar consultar o parceiro, ou pais e filhos cujo plano oferecido pela empresa, por exemplo, não seja tão vantajoso quanto um individual para o filho.

Defina o seu perfil para escolher entre os planos de saúde pessoa física

 Há vários tipos de planos de saúde pessoa física, montados de forma a abranger a maior cobertura possível de acordo com determinadas margens de valores. É sempre bom lembrar que os planos são feitos tendo como base vários fatores: as necessidades e características de cada região, os hábitos de consumo mais comuns em determinados grupos, necessidades de cada faixa etária e os serviços mais procurados, além, é claro, do Rol de Procedimentos Obrigatórios definidos pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS).

Essa é a hora de pensar em você

Por isso, para escolher o melhor plano, o melhor é olhar para o próprio umbigo: do que é que você precisa? Mulheres em idade fértil, por exemplo, devem optar por planos que tenham a possibilidade de incluir o serviço de obstetrícia – afinal não custa nada garantir assistência pré-natal, cobertura no parto e para o bebê recém-nascido mesmo que não esteja pensando nisso tão cedo.

Já se você viaja muito para o exterior, nada como um plano que ofereça assistência internacional, porque qualquer serviço de saúde em países estrangeiros pode sair uma pequena fortuna. Se a melhor idade já está chegando, provavelmente você vai preferir ter todos os serviços bem pertinho de casa, tornando qualquer tratamento ainda mais fácil. E se no momento o orçamento está meio curto, a dica é optar por um plano com coparticipação, aquele em que a mensalidade é reduzida ou até inexistente e você paga uma pequena taxa cada vez que usar um serviço.

Cobertura e carências merecem atenção

Este é um ponto que também merece atenção: você sabia que muitos planos de saúde individuais são regionais? Sim, nem todos têm cobertura em todo o território nacional, por isso você deve prestar bastante atenção em quais oferecem os serviços que você precisa além dos procedimentos mínimos obrigatórios pela ANS. É importante frisar, no entanto, que a área de cobertura não significa que poderá ser atendido por qualquer médico ou hospital, isso vai depender da rede credenciada, que muda de um plano para outro.

Outra questão delicada é em relação à carência, que varia em relação a cada serviço. Praticamente não existe mais planos com isenção de carência, mas os limites máximos também são definidos pela ANS. A maioria dos planos, no entanto, procura oferecer prazos menores do que o máximo permitido por lei, mas ela pode chegar a 24 meses nos casos de atendimento de alta complexidade. De uma forma geral, no entanto, ela costuma ser de 24 horas para atendimentos de urgência e emergência, de 30 a 180 dias para consultas e exames laboratoriais e talvez até maiores para doenças preexistentes. Mas não esqueça que elas variam de plano para plano.

Contrate com segurança e conforto

Fazer a contratação dos seus planos de saúde pessoa física é muito fácil, você nem precisa sair de casa ou do escritório. Basta preencher um formulário e um corretor autorizado entrará em contato para um atendimento personalizado. Uma boa dica é fazer uma simulação, porque costuma haver variação de preço de um mesmo plano de acordo com o local de contratação.

Pesquise e prefira sempre empresas idôneas, com experiência e bom nome no mercado. Aproveite e tire todas as suas dúvidas com o vendedor, que deve dar algumas boas sugestões para o seu perfil.

Peça agora mesmo um orçamento sem compromisso, escolha a que mais lhe agradar e aproveite ao máximo seus planos de saúde pessoa física.

Preencha o formulário abaixo e receba uma simulação!

Veja também

Comentarios