Setembro Amarelo

Setembro Amarelo

Foi lançada no último dia 10 de Setembro, a campanha Setembro Amarelo, campanha de prevenção e conscientização do suicídio, essa campanha tem como foco alertar a população brasileira a respeito da atual realidade do suicídio no Brasil e no mundo, e as maneiras de preveni-la.

A campanha acontece em setembro desde 2015, com ampla divulgação de informações e divulgação de locais particulares e públicos com a cor amarela.

Setembro Amarelo: Conheça melhor

Com início no Brasil em 2015 e organizado pelo CVV (Centro de Valorização da Vida),  ABP (Associação Brasileira de Psiquiatria) e CFM (Conselho Federal de Medicina) teve suas primeiras atividades em Brasília. No mundo, o IASP – Associação Internacional para Prevenção do Suicídio estimula a divulgação da causa.

O CVV é uma das principais mobilizadoras do Setembro Amarelo, trata-se de uma entidade sem fins lucrativos que atua gratuitamente desde 1962 na prevenção do suicídio juntamente com diversos órgãos internacionais que atuam pela causa.

Algo que chamou atenção nesses dois anos de campanha do Setembro Amarelo, foi a iluminação de monumentos como o Cristo Redentor no Rio de Janeiro/RJ, o estádio Beira Rio em Porto Alegre/RS, o Congresso Nacional e a ponte  Juscelino Kubitschek em Brasília/DF, o a Catedral e o Paço Municipal de Fortaleza/CE, o Palácio Campo das Princesas em Recife/PE e a ponte Anita Garibaldi em Laguna/SC.

Também foram feitas ações na rua, como caminhadas, passeios ciclísticos, passeios de motos e abordagens em locais públicos em várias localidades do Brasil.

O Suicídio

Há mais ou menos duas décadas atrás, o câncer, a AIDS e as demais doenças sexualmente transmissíveis eram cercadas de tabus e o número de vítimas aumentavam vertiginosamente.

Foi necessário um esforço coletivo, de organizações engajadas e pessoas corajosas para conseguir quebrar tais tabus, abordando o assunto, esclarecendo, conscientizando e estimulando a prevenção para mudar o cenário.

Atualmente, um problema de saúde que vive a situação de tabu e de aumento de vítimas, é o suicídio. De acordo com os números oficiais, por dia morrem 32 brasileiros, taxa bem maior do que as das vítimas da AIDS e da maioria dos tipos de câncer.

Devido as pessoas fugirem do assunto, por terem medo ou não conhecerem, tornou-se um mal silencioso, as pessoas acabam não notando os sinais de que alguém próximo está com ideias suicidas.

Segundo a Organização Mundial de Saúde, 9 em cada 10 casos de suicídio poderiam ser evitados, o que nos trás esperança. Ofereça atenção e ajuda para quem demonstra qualquer sinal de ideia suicida.

O PLANO DE SAÚDE NO TRATAMENTO DA DEPRESSÃO

Ter um plano de saúde garantirá o tratamento dos casos de depressão, assim o paciente poderá contar com atendimento de psiquiatras e psicólogos, capacitados para oferecer um tratamento e atendimento de qualidade do início ao fim do tratamento.

“O CVV – Centro de Valorização da Vida realiza apoio emocional e prevenção do suicídio, atendendo voluntária e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo por telefone, email, chat e voip 24 horas todos os dias.”

Preencha o formulário abaixo e receba uma simulação!

Veja também

Comentarios