Febre Amarela: Encalhamento da Vacina

Febre Amarela: Encalhamento da Vacina - Valor de planos de saúde

Houve um grande reboliço em várias partes do Brasil por conta da Febre Amarela. O risco de surto decorreu por conta de alguns casos de animais morrendo em parques municipais e reservas. Então os estados que estavam em alerta contra a Febre Amarela, começaram um mutirão para a distribuição gratuita da vacina. Potencializando postos para que ninguém ficasse de fora. Porém a onda foi tão grande que alguns lugares faziam filas quilométricas, fazendo com que um paciente ficasse na fila por 4 horas até ser atendido e ter conseguido a vacina.

A febre amarela é transmitida por diferentes mosquitos. O mais conhecido é o Aedes Aegypti, que também transmite a Dengue e o Zika Vírus. Por mais que esse surto tenha surpreendido todos, a febre amarela é algo muito raro de acontecer, porém existem efeitos nessa doença que são irreversíveis, ou seja, incuráveis. Tratamentos serão feitos para que se viva bem, mas o médico precisa estar junto com o paciente para que monitore a melhora dos sintomas. Essa doença atende cerca de 15 mil pessoas por ano só no Brasil.

Essa doença foi diagnosticada a primeira vez na África do Sul, depois encontrada na América do Sul. Mas sempre que for viajar é necessário um check up, mesmo que já tenha tomado a vacina. Em casos que são leves, pode causar febre, dor de cabeça, náuseas e vômitos.

SIMULE O SEU PLANO DE SAÚDE AQUI

Porque “encalhou” a vacina contra a febre amarela

Antes, as pessoas estavam muito preocupadas em receber a vacina para que as mesmas não fossem contaminadas com a febre amarela, mas as pessoas estão com medo das reações dessa vacina. Se um dia antes funcionava para que houvesse proteção, muitas pessoas estão tendo reações contrárias.

Posts na internet de pessoas que tomaram a vacina, foram os primeiros sinais de que isso podia se tornar um problema para alguns. A vacina é 95% eficaz a esse combate, mesmo ela sendo fracionada, pois contém uma duração de oito anos no organismo. Porém, não há mais do que poucos casos, que são três, que dizem que a vacina realmente matou o paciente.

Quando se toma a vacina, os enfermeiros perguntam se tem alergias ou outros problemas que possam ser prejudiciais ao toma-la. Muitas pessoas negam ou não sabem que tenham algum problema, então não estão preparadas para as reações no organismo.

 

Quem não pode tomar a vacina da febre amarela

  • Pacientes que sentem tem ou já teve reações anafilática por ovo de galinha, deve sair da fila de vacinação;
  • Crianças com menos de 6 meses podem estar expostas a verdadeiros problemas. Sendo assim, é recomendável que apenas crianças a partir dos 9 meses possam usufruir dessa vacina;
  • Pacientes com imunodepressão de qualquer natureza – de transplantados a pessoas submetidas a tratamento com quimioterapia;
  • Idosos com 60 anos ou mais que buscam a vacina pela primeira vez;

Considerados efeitos adversos leves

  • Febre;
  • Dor no local da aplicação;
  • Vermelhidão;
  • Dor de cabeça;
  • Dor abdominal.

Considerados efeitos adversos graves

  • Encefalite,
  • Meningite,
  • Doenças autoimunes com envolvimento do sistema nervoso central e periférico

Portanto, antes de tomar qualquer vacina, é recomendável que consultar um médico para ver todas as questões sobre sua saúde.  Mas a vacina da febre amarela foi testada e comprovada para que tudo ocorre perfeitamente bem. É necessário que o paciente saiba se tem alguma complicação que seja importante falar e que não omita na hora que os enfermeiros perguntarem se tem algum caso grave ou problemas que o impeçam que a vacina seja tomada.

Veja também