Saiba como escolher o plano de saúde certo

Planos de saúde

Atualmente existem diversas operadoras de planos de saúde e com certeza você achará o plano de saúde que atenda suas necessidades e caiba no seu orçamento.

Pensando nisso, a Agência Nacional de Saúde (ANS), órgão que regula as operadoras de planos de saúde, criou um guia com algumas dicas para te ajudar a fazer a escolha certa. Escolha com cuidado, e lembre-se de conversar com um corretor especializado, pois ele poderá indicar o plano que melhor atenderá suas necessidades.

Defina o tipo do plano de saúde

Antes de escolher um tipo de plano, você precisa definir algumas informações, como por exemplo, quantas pessoas entrarão no plano, qual valor você está disposto a pagar mensalmente, o tipo de cobertura que o plano deve ter, sendo regional, nacional ou com cobertura no exterior. Você também precisa definir se o plano será individual, familiar ou empresarial (com CNPJ ou MEI no caso de microempreendedores), o tipo de acomodação ambulatorial ou hospitalar (o que te dará direito a internação), e se será com ou sem obstetrícia (planos com obstetrícia oferecem cobertura ao parto, após o período de carência, enquanto sem obstetrícia terá cobertura apenas para o pré-natal e exames).

Confira a Tabela de Preços Clicando Aqui

Orçamento mensal

Muitos fatores podem te ajudar a definir o valor que sairá seu plano de saúde. Por exemplo, quanto mais extensa for a cobertura do plano, mais caro ficará, da mesma forma que alguns itens o tornarão mais barato, por exemplo a opção de quarto coletivo (enfermaria), e a opção de plano com coparticipação. Com a coparticipação, invés de pagar um valor mensal fixo, que inclua exames, consultas, procedimentos e internações, você pagará um valor mensal menor, e uma porcentagem a cada vez que efetuar algum procedimento.

Rede credenciada e abrangência

Escolha um plano que tenha rede credenciada próxima a sua residência ou trabalho, principalmente se houverem crianças ou idosos inclusos no plano, facilitando assim o acesso em casos de necessidade. Outra coisa que você deve analisar, é se é necessário um plano com atendimento regional, nacional ou internacional. Caso você não tenha intenção ou necessidade de viajar para fora do país, ou até mesmo do estado, compensa escolher um plano regional, o que já diminuirá seus custos.

Verifique prazos de carência

A ANS definiu quais os prazos máximos de carência que as operadoras podem exigir, mas caso queiram as operadoras podem reduzir esse prazo. Outra coisa que precisa ser verificada, é a existência de doenças pré-existentes. As operadoras não podem recusar beneficiários que possuam tais doenças, porém podem estender o prazo para até 2 anos, suspendendo assim o atendimento a determinados procedimentos, ou efetuando um acréscimo no valor da mensalidade caso o cliente concorde, podendo assim efetuar os procedimentos normalmente.

Nível de satisfação dos usuários

Antes de escolher um plano, pesquise sobre o nível de satisfação dos usuários, isso te ajudará a evitar surpresas desagradáveis. Pergunte a usuários do plano, pesquise pela internet e verifique os índices de reclamações existentes, verifique no site da ANS o nível de satisfação dos usuários e as notas recebidas na avaliação anual da agência.

Preencha o formulário abaixo e receba uma simulação!

Veja também

Comentarios