Plano individual ou familiar? Saiba qual o melhor para você!

plano individual ou familiar

Contratar um plano individual ou familiar está se tornando cada vez mais comum e necessário, pois só os seguros de saúde garantem a assistência médica de qualidade que qualquer cidadão precisa para cuidar de si mesmo. Contar com o Sistema Único de Saúde – SUS, pode significar uma espera enorme na hora de receber o atendimento que necessita, o que pode custar caro para quem precisa de exames ou cirurgias com urgência.

Por isso, cada vez mais pessoas estão em busca de planos de saúde que cobrem as necessidades mais básicas e garantem conforto sem prejudicar as finanças pessoais. O Brasil possui grandes empresas neste setor e, por isso, é possível pesquisar uma vasta quantidade de operadoras e planos variados, com preços em diferentes faixas e variedade nos serviços prestados.

Quem está planejando contratar um plano individual ou familiar atualmente precisa escolher entre as opções. Cada operadora oferece os dois tipos de serviços(plano individual ou familiar) e, dependendo da situação, um tipo de plano individual ou familiar pode ser mais adequado que o outro. Para não errar na escolha, veja as características de cada tipo de plano e decida o que é melhor para você e para a sua família.

Plano Individual ou Familiar

Plano Familiar

Desenvolvido para abrigar a família toda nos planos de saúde com praticidade, as opções familiares possuem algumas características diferentes e podem ser uma boa opção para quem tem dependentes e quer que todos tenham direito de usufruir dos serviços de saúde oferecidos aos assegurados. No geral, os planos para a família possuem apenas um responsável que assina o contrato e todos os dependentes são incluídos no sistema através de um registro.

Em muitas operadoras, os valores por pessoa são mais baratos nos planos familiares do que nos individuais, além do usuário contratante ter a opção de adicionar serviços extras como atendimento odontológico, por exemplo. No entanto, é preciso ter cuidado, pois há operadoras que limitam o número de dependentes e, por isso, é importante deixar claro todas as condições antes de assinar o contrato. Principalmente para casais jovens, há sempre a possibilidade da família crescer e de ser necessário adicionar novas pessoas ao serviço.

Planos Individuais

Mais flexíveis que os planos familiares, as opções individuais são perfeitas para quem não tem dependentes e quer cuidar apenas da própria saúde. Há uma boa variedade de preços de acordo com a operadora escolhida e, para quem quer uma opção mais econômica, vale a pena conferir os planos básicos oferecidos pelas empresas.

Nos planos individuais é possível adicionar serviços extras e personalizar o próprio plano. Algumas opções como internação em quarto individual ou enfermaria devem ser elegidas pelo usuário antes de assinar o contrato. No geral, não é difícil encontrar um plano básico que não prejudique a renda do trabalhador comum e, na maioria dos casos, tudo depende dos serviços adicionados e da faixa etária do usuário.

Qual é o seu caso, plano individual ou familiar?

Muitos usuários ficam na dúvida entre qual tipo de plano escolher, principalmente aqueles que não têm dependentes no momento mas poderão ter em alguns anos. Quem já tem uma família, também pode ter dúvidas sobre o que vale mais a pena. Contratar planos individuais para cada caso ou reunir todos os membros em um único plano.

Para quem já tem uma família e quer a proteção de todos, os planos familiares valem mais a pena por uma questão econômica, pois o preço por dependente é reduzido na maioria dos casos. No entanto, é fundamental ficar atento a todas as restrições de contrato para ver que tipo de alterações poderão ser feitas após a contratação dos serviços.

Para quem não tem dependentes no momento, mas pretende ter filhos nos próximos anos, o ideal é contratar um plano que ofereça serviços de obstetrícia. Desta forma, a mulher garante todo o atendimento durante a gravidez e pode incluir o filho no plano após o nascimento sem nenhum gasto extra. No entanto, é necessário registrar a criança até 30 dias após o nascimento para ter esse direito.

O bebê pode ser incluído tanto no plano de saúde da mãe quanto do pai e não precisa passar pelo tempo de carência se o titular já estiver cumprido o prazo. Por esse motivo também é recomendável contratar o serviço o quanto antes, para que não haja carências durante a gravidez e após o nascimento do bebê.

Planos econômicos

De fato, há muitas opções de plano com altos custos que fazem com que os usuários desistam da ideia de contratar o serviço. Porém, é sempre possível encontrar planos adequados com preços inferiores, desde que o usuário esteja disposto a pesquisar as tabelas de preços das operadoras mais próximas.

Para encontrar o plano mais adequado, é necessário pesquisar entre os serviços mais básicos oferecidos pelas operadoras. Há planos que não chegam a R$ 100,00 mensais e oferecem todo o atendimento que a maioria das pessoas necessitam, como consultas com diferentes profissionais e exames. Para saber mais detalhes, é preciso entrar em contato com um representante das seguradoras e conferir todos os benefícios oferecidos e os valores cobrados.

Com todas as dificuldades do SUS e com a insegurança em guardar dinheiro para emergências de saúde, que pode não ser suficiente no futuro, os planos de saúde se tornaram a melhor alternativa para a maioria dos cidadãos.

Simule Já Seu Plano Individual ou Familiar

Quem investe nos serviços oferecidos pelas operadoras pode contar com toda a tranquilidade e conforto sempre que precisar de um atendimento, além de poder proteger as pessoas mais importantes. Por isso, pesquise as principais operadoras da sua localidade e encontre o plano de saúde que seja ideal para você ou para a sua família.

Preencha o formulário abaixo e receba uma simulação!

Veja também

Comentarios