Dezembro laranja Mês conscientização câncer de pele

dezembro laranja

O Brasil está se vestindo de laranja para se prevenir e combater o câncer de pele, o de maior incidência no Brasil e no mundo. Hoje (01/12) começa o Dezembro Laranja, e a Sociedade Brasileira de Dermatologia convida você para juntar-se a esta luta de prevenção ao câncer de pele.

Este é o terceiro ano consecutivo que a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) se veste de laranja para passar uma mensagem muito importante para o Brasil: o câncer de pele pode ser prevenido.

De acordo com o coordenador da Campanha Nacional de Prevenção e Combate ao Câncer da Pele da SBD, Emerson Lima, o diagnóstico precoce é fundamental. O Dezembro Laranja tem como intenção reforçar a ideia de que é necessário manter atitudes diárias de prevenção, com o objetivo de conter o crescimento alarmante da doença.

Em 2015 mais de 195 milhões de pessoas foram atingidas pelo movimento do Dezembro Laranja.

Este ano a campanha conta com o apoio de diversas marcas de protetores solares.

Dezembro Laranja conta com o apoio de celebridades e monumentos iluminados

Várias personalidades estão aderindo a causa do Dezembro Laranja: o jornalista Ricardo Boechat é o embaixador da campanha, junto com a atriz Mel Maia, embaixadora teen. O movimento também conta com o apoio de celebridades, como Malu Mader, Tony Belloto, Robson Caetano, Nivea Maria, Smigol, Paulo Gustavo, Arlete Salles, entre outros.

Muitos pontos turísticos e monumentos ganham iluminação especial, aderindo a cor da campanha em pontos centrais da cidade, para reforçar o apoio a causa. A partir do dia 1 de dezembro, além de se vestir de laranja, no Rio de Janeiro, o Bondinho Pão de Açúcar também receberá artistas, médicos e outros convidados para o lançamento da campanha, que contará com a presença da Escola de Samba Portela.

O Museu de Arte Contemporânea (MAC), em Niterói, a Pinacoteca Benedicto Calixto em São Paulo, a Ponte Newton Navarro, no Rio Grande do Norte, e o estádio Beira Rio, no Rio Grande do Sul também se unirão no combate ao câncer da pele durante o Dezembro Laranja da SBD. Ao longo do mês, outros monumentos serão iluminados para aumentar a conscientização sobre a prevenção do câncer de pele.

Mais de 4 milhões de brasileiros já tiveram câncer da pele, revela pesquisa

Em 2016 a Sociedade Brasileira de Dermatologia, junto com o DataFolha, divulgou uma pesquisa inédita que imprime a radiografia do habito de exposição solar do brasileiro. A pesquisa traz informações preocupantes:

  • Mais de 100 milhões de brasileiros se expõe ao sol intencionalmente, nas atividades de lazer – 70% da população acima de 16 anos.
  • Mais de 95 milhões de brasileiros não se protegem de forma regular – 63% da população não usa protetor diariamente.
  • Cerca de 6 milhões de brasileiros adultos não se protegem de forma alguma quando estão na praia, piscina, cachoeira, banho de rio ou lago – o que equivale a mais de 4% da população.
  • Dos entrevistados que têm filhos de até 15 anos, 20% dessas crianças e adolescentes não se protegem de nenhuma forma nas atividades de lazer.

Em agosto, o DataFolha avaliou os hábitos de fotoproteção de 2069 mil brasileiros, em 130 municípios. De acordo com o coordenador da pesquisa, ela é importante para que se possam ser tomadas iniciativas mais sólidas de proteção ao câncer de pele. Pois ainda existe uma grande parte da população que não se previne adequadamente, e isso precisa ser revertido.

Dados do INCA (Instituto Nacional do Câncer José Alencar Gomes da Silva), estimam que em 2016 serão contabilizados cerca de 176 mil novos casos de câncer da pele não melanoma no Brasil. Os principais tipos de câncer que ocorrerão no pais são o câncer da pele não melanoma, o de próstata e o de mama.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) prevê que no ano de 2030, existirão 27 milhões de casos novos de câncer, 17 milhões de mortes pela doença e 75 milhões de pessoas vivendo com a doença. No Brasil, o câncer já é a segunda maior causa de morte por doenças, atrás apenas das doenças do aparelho circulatório.

Veja também