Intestino Preso: sintomas e tratamentos

O problema de intestino preso já atinge 20% da população mundial. Conhecido também como Prisão de Ventre ou Constipação, atinge 3 vezes mais mulheres do que homens no mundo.

Intestino Preso: o que é e cuidados a serem tomados

Sintomas

O problema de Intestino Preso de caracteriza pela dificuldade em evacuar. O alimento, após passar pelo processo de digestão, onde são absorvidos todos os nutrientes e água presente nele, chega ao intestino como bolo fecal. Ao final, o intestino grosso efetua contrações musculares involuntárias, responsáveis por expulsar as fezes do corpo. Às vezes, com a diminuição desses movimentos, as fezes demoram a serem expelidas, perdendo assim mais água, se tornando cada vez mais seca e difíceis de serem eliminadas.

Os principais sintomas são:

– Dificuldade e dor ao evacuar;

– Diminuição no número idas ao banheiro;

– Inchaço no abdomen;

– Gases.

Além disso, Intestino Preso pode ser sintoma de vários outros problemas de saúde, como Síndrome do Intestino IrritávelHipotireoidismo, Diverticulite, Colite e efeito colateral de grandes períodos de febre, diabetes e do uso de laxantes (automedicação).

Causas para a Constipação

Para entender as causas para o Intestino Preso, é preciso saber que existem dois tipos do problema.

– Constipação Brutal/Orgânica: Causada por problemas de bloqueios ocorridos no trato digestor, como canceres e cirurgias, com, também a diminuição nos movimentos musculares do intestino. Outra causa para esse tipo é a utilização de medicamentos com o efeito constipador.

– Constipação Funcional/Crônica: A mais comum, é causada por maus hábitos alimentares, sedentarismo, questões emocionais e psicológicas.

Tratamentos

No caso da Constipação Orgânica, o tratamento deverá ser de acordo com os problemas apresentados e será indispensável o acompanhamento médico!

Quer ter a sua disposição os melhores profissionais da saúde, por um preço que cabe no seu bolso? Faça já uma cotação de plano de saúde, clicando aqui!

Já no caso da Constipação Funcional, o acompanhamento profissional é necessário, porém a melhora dos sintomas está intimamente ligada à mudança de hábitos.

Na questão da alimentação, é de suma importância a ingestão de, pelo menos, 20g de fibras por dia. Essas fibras são encontradas em frutas, legumes e verduras em natura. Além disso, cereais integrais são riquíssimos em fibras, porém devem ser consumidos com moderação.

Outra questão importantíssima é da hidratação. Quantos mais agua você ingerir, melhor será sua digestão e mais saudáveis serão suas fezes e sua evacuação.

Estudos comprovam que exercícios físicos são também importantes para manutenção do sistema digestivo. Além disso, podem auxiliar com fatores emocionais, também internamente ligados com problemas intestinais.

 

Quer ter à sua disposição os melhores profissionais da saúde, aliados aos hospitais mais modernos e as melhores clínicas e laboratórios? Contrate já um plano de saúde! Faça sua cotação aqui, e aproveite o que a vida pode te dar de melhor!

 

Veja também